Últimas Notícias
Capa / 2020 / abril

Arquivos Mensais: abril 2020

10 Livros que todo Umbandista deveria ler

1) DOUTRINA E TEOLOGIA DE UMBANDA SAGRADA: a religião dos mistérios um hino de amor a vida. Rubens Saraceni. São Paulo: Madras, 2007

O livro trata da religião de Umbanda em sua essência. O enredo traz os conceitos e fundamentos em que a Umbanda Sagrada está fincada, e como ela se manifesta através de Deus e suas divindades. A obra paira também na uniformizaçãodas práticas ritualísticas umbandistas e o seu ensino dentro do terreiros. A fim de desenvolver uma consciência única de como a religião se constituí, o livro é leitura obrigatória para todo umbandista e por isso, super indicado para quem se interessa pelo universo da religião.

2) Orixás na Umbanda, Alexadre Cumino, Ed. Madras

Neste livro você vai entender de uma vez por todas o que são e quem são os Orixás na religião Umbanda. Este livro é simples, fácil de ler e muito didático o que o torna acessível a todas as pessoas que querem este conhecimento. Os Orixás são Divindades de Deus, são manifestações divinas, isso quer dizer que são individualizações do próprio Criador em suas qualidades e sentidos. A presença das Divindades é a presença de Deus em nossas vidas.

Se entender que Deus é Pai e Mãe, então entenderemos que suas divindades, Orixás, são Pais e Mães manifestando a unidade e a diversidade divina em nossas vidas. Deus Pai é em si todas as divindades masculinas ao mesmo tempo, no entanto cada uma delas pode se manifestar de forma única como Pai Oxalá, Pai Ogum ou Pai Oxossi por exemplo.

Deus Mãe (A Deusa) é em si todas as divindades femininas ao mesmo tempo, no entanto cada uma delas pode se manifestar de forma única como Mãe Iemanjá, Mã Oxum ou Mãe Iansã por exemplo. Orixás não são espíritos humanos, não tiveram e não vão ter esta experiência. Espíritos foram “criados” por Deus, Divindades são parte de Deus e esta é a grande diferença. Ainda que a Umbanda tenha absorvido muitos valores do Espiritismo neste ponto se difere da doutrina de Allan Kardec, que considera todas as formas de vida e consciência como seres que tiveram ou vão ter uma experiência como espíritos. Kardec chega a afirmar que mesmo os Anjos já foram espíritos como nós e que se assim não fosse a criação não seria perfeita em sua evolução bem como não haveria justiça em Deus ao criar um ser imperfeito e outro perfeito. Mas Kardec não tinha o contato com esta realidade e nem a consciência de que as Divindades estão em Deus, não foram “criadas” por Deus, simplesmente Elas são a manifestação e a presença de Deus e assim como Deus não tem início ou fim Elas também não. Diferente de nós que fomos criados por Deus e estamos em uma jornada evolutiva de retorno à Deus.

3) O GUARDIÃO DA MEIA NOITE – Por honra e Glória ao Criador de tudo e de todos. Rubens SaraceniSão Paulo: Madras, 2006

O livro é uma narrativa romântica que prende o leitor do começo ao fim. A história que é narrada por Pai Benedito de Aruanda inicia-se contando a trajetória de vida de um Barão muito rico, que entregue aos devaneios carnais viveu uma vida cheia de erros, culpas e imorais que acarretaram-lhe em consequências após sua morte.

Neste enredo minimamente descrito em detalhes, o leitor consegue se imaginar em cena e transportar-se para o tempo em que a história se passa. Para mais, O Guardião da Meia Noite também carrega consigo mensagens de atos e ações humanas que acabam levando o homem a ruína.

4) ORIXÁS – TEOGONIA DE UMBANDA. Rubens Saraceni

Teogonia é um termo usado para descrever textos ou poemas que discorram sobre a origem do mundo segundo a teoria dos Deuses. No livro a teogonia está adaptada ao universo Umbandista, usando os Orixás suas hierarquias e campos de atuação de todo o panteão divino. Ademais, o livro traz explicações sobre os Orixás e sua organização no universo, a obra rica em esclarecimentos é o desenvolver dos mistérios divinos a qual todo Umbandista necessita saber.

Em uma das passagens do livro, o autor escreve que o mistério divino está para todos desde que creiamos nos seus poderes divinos, os cultuemos com fé, amor, respeito e reverência certamente receberemos deles todo o amparo de que precisamos para exercitar nossa crença e evoluir sob suas guias divinas.

5) HISTÓRIA DA UMBANDA. Alexandre Cumino

Como descrito no seu título, o livro discorre sobre as origens da Umbanda. Traz fatos históricos e narra sobre as diversas linhas de surgimento da religião que se consagra como a única genuinamente brasileira. Com o apoio e aprovação de Pai Ronaldo Linhares, uma das únicas pessoas não desencarnadas que participaram da vida de Zélio Fernandino de Moraes, a obra fortalece o conhecimento e documenta os diversos momentos da religião fundada a 107 anos atrás.

Muito aconteceu nesse tempo, diversas vertentes foram agregadas e outras desvinculadas, o que se pode esperar do livro é um rico conhecimento no processo de legitimação da identidade umbandista. História da Umbanda também entra na lista de leitura obrigatória do umbandista!

6) RITUAIS COM ERVAS – BANHOS, DEFUMAÇÕES E BENZIMENTOS. Adriano Camargo

O livro é uma literatura completa sobre Ervas e tudo o que envolve suas ritualísticas. Contém uma monografia de A a Z das ervas divididas em categorias, sendo elas quentes ou agressivasmornas ou equilibradoras e frias ou específicas. Para saber mais sobre essas classificações e a forma como usá-las no seu dia-a-dia não deixe de ter a mão esse manual do erveiro.

7) MEDIUNIDADE – UM MERGULHO NO MUNDO OCULTO DOS TERREIROS. Mário de Azevedo

Livro indicado principalmente a médiuns umbandistas que desejam ter esclarecimentos sobre sua espiritualidade e em como a mediunidade pode ser desenvolvida livremente. Com o objetivo de desmitificar, a obra é realmente um mergulho de alma no que permanece oculto a nós sobre os terreiros presentes no país. No corpo da narrativa também se encontram histórias ditadas pelo espírito Mário de Azevedo.

8) A Umbanda e o Umbandista, Alexandre Cumino, Ed. Madras

Neste livro, com uma linguagem simples e acessível, Alexandre Cumino apresenta a Umbanda por meio do olhar umbandista. Embora pareça redundante, esta afirmativa revela o fato de que muitas pessoas chegam à Umbanda sem abandonar suas crenças mais profundas e arraigadas em valores, muitas vezes, construídos na infância. 

Dessa forma, identificamos umbandistas que continuam com medo do pecado ou do inferno católico, outros que têm receio de fazer uso de elementos materiais, ritual e magia por restrições do Espiritismo de Allan Kardec, ou mesmo aqueles que praticam Umbanda com dogmas, tabus e interdições do Candomblé. Todas as religiões são boas, a Umbanda bebeu de muitas delas para sua formação; no entanto, possui fundamento próprio. Descubra este rico e libertador universo da Umbanda e do umbandista por meio desta livre e descontraída leitura. 

9) O Cavaleiro da Estrela Guia, Rubens Saraceni, Ed. Madras

Na obra é narrada a saga completa de Simas de Almoeda, ou o Cavaleiro da Estrela Guia, homem perseguido por uma terrível história e por um implacável sentimento de culpa, apesar de suas ações e realizações maravilhosas. Por meio do desenrolar dessa narrativa, vários ensinamentos a respeito da realidade do outro lado da vida são revelados, dando ao leitor a exata dimensão dos atos humanos, colocando-o diante de situações que expressam os conflitos do homem do novo milênio, tais como religião, fé, riqueza, poder, alma.

10) Ensinamentos Básicos de Umbanda, Daisy Mutti e Lizete Chaves

Daisy Mutti e Lizete Chaves, adeptas da religião de Umbanda e médiuns consagradas ao sacerdócio, registram no livro seus conhecimentos adquiridos pela pesquisa, leitura e experiências práticas no espaço sagrado do templo umbandista. Uma obra simples e direta que, através de perguntas e respostas, vem esclarecer e desmistificar as principais inquietações e dúvidas do universo da Umbanda – fundamentos, gestos e rituais ainda velados e fantasiosos na imaginação popular, questões de médiuns iniciantes, e medianeiros, pessoas que procuram um terreiro de Umbanda e querem entender melhor as particularidades dessa religião tão conhecida e ao mesmo tempo cercada de interrogações.

Obs: os livros não estão em ordem de grau de importância, a numeração apenas marca os tópicos.

Jornal abril 2020

Mais uma edição de nosso Jornal disponível em nosso site. Uma boa leitura a todos com muito Axé.